terça-feira, 21 de junho de 2016

Era rotina, foi costume, não é mais...

Eu tinha o bobo costume de acordar e pegar o celular para digitar com toda delicadeza um simples "bom dia", talvez eu acreditasse que ele pudesse fazer alguma diferença, até que eu percebi que eu estava precisando mudar esse hábito, deixar toda a delicadeza guardada pra quem merece ela, o bom dia pra quem fosse merecedor de um dia bom, com motivos pra sorrir e surpresas inesperadas e essa pessoa não é você, nunca foi você. Não era você que merecia ser o primeiro pensamento do meu dia, então parei para analisar o quanto eu deveria ser delicada comigo mesma, cuidar de mim e desejar a mim mesma um bom dia, com motivos para sorrir, pois dos remédios o sorriso é um dos melhores, nem sempre são capazes de apagar dores na carne, mas transbordam as almas que o veem. Eu precisava de uma mudança, eu cai na real de que eu merecia algo melhor, de que eu deveria estar recebendo uma mensagem sua, ao invés de estar preocupada em te enviar um sms, em chamar no whatsApp, olhar o seu visto por último e fazer com que você fosse o primeiro e último pensamento do meu dia. Mas muito obrigada por não ter enviado, não ter respondido, não ter sido a paixão correspondida da minha vida, porque amor é muito e você não foi nem a metade disso. Eu quero que você saiba que eu não sinto falta de nada, nem de você e de nenhum bom dia ao qual deixei de receber, pois mesmo se eu tivesse recebido eles serião tão vazios o quanto você, mas as mensagens após acordar eu enviava com delicadeza, isso mesmo "enviava", hoje não mais, nunca mais. Eu somente quero viver com delicadeza, passo a passo e rumo a felicidade que eu vou obter a cada trajeto da vida. Não gosto de dizer nunca mais, apenas digo quando tenho certeza do que falo e digo com toda certeza do mundo, nunca mais você vai receber um bom dia delicado, eu fui e essa minha partida é pra nunca mais voltar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário