domingo, 17 de julho de 2016

A pressa não compensa ...

Confesso que está passando um filme pela minha cabeça, que as letras de música me lembram você, elas mexem comigo, conversam comigo e me entende mais que a mim mesma. Eu queria muito continuar, mas não dá, cansei por um instante, mas quem sabe mais pra frente. Sei que juntar os cacos de um coração despedaçado sozinha não é fácil, mas não existe impossível quando dentro de um coração há um desejo. O meu desejo nesse instante é esquecer, ou melhor, tentar esquecer nem que seja por um segundo, aquele sorriso que você tem e todos os motivos que você me deu para que eu ficasse sorrindo ao seu lado. Queria continuar com o mesmo sorriso, mas eu preciso recomeçar, preciso de um novo motivo pra sorrir, mas isso não significa que eu queira outro alguém, eu não quero, pois preencher a si mesmo primeiramente é uma das maiores provas de amor.  Não estava e nem estou pronta pra me ferir, minha missão não é essa e isso não está instalado na minha lista de prioridades, o pouco é muito e o muito ás vezes é pouco. No momento quero tudo por pouco, por etapas, a pressa não compensa e cada dia mais a vida me prova isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário