quinta-feira, 28 de julho de 2016

Se apaixonar é inevitável...

Se apaixonar é inevitável, não existem razões que comprovem o motivo por qual nos apaixonamos dificilmente ou facilmente. Você tranca o seu coração a sete chaves, pois sua vida se encontrar em uma bagunça inexplicável, tanto sua vida, quanto o seu coração. Então você prefere não ter mais sentimentos, diz que não gosta, não ama e não sente nada, mas sempre uma música te lembra alguém, um local e mil histórias, não adianta negar, as batidas do seu coração sempre irão refletir em um nome, a saudade que você sente tem a pessoa exata que a provoca, guarda as últimas conversas de uma conversa que jamais será como antes novamente, as atitudes, personalidade e os gestos que por mais simples que sejam, tornaram sua vida especial, mas mesmo assim escolhe fingir que esqueceu, talvez por acreditar que é mais fácil ultrapassar o obstáculo de que é seguir a caminhada e soltar os dedos de uma mão entrelaçada entre a sua, sem ao menos poder derramar uma lágrima, pois você tenta chorar e não consegue, ou quando consegue, contribui para que um mar de lágrimas sejam derramadas sobre o seu rosto,
Mas o tempo passa, talvez com pressa ou não e quando você decide analisar como está o seu coração, ele já está se envolvendo com alguém, se aproximando profundamente. E entra em contradição com suas próprias palavras, dizia que decidiu ficar sozinha, que estar só não significa infelicidade e realmente não é isso que estar só representa, estar só é um estado de conhecimento próprio, de um tempo com você, em que reconhece que estar sozinha não é questão de não viver bem, mas viver bem mesmo estando só, pois da mesma forma que nos sentimos sozinhos estando rodeado de pessoas, podemos nos sentir só estando apenas com nossa presença ao redor, isso não faz diferença. Reconhecer nossa presença como a melhor companhia é preciso, você nunca vai ser feliz se esperar que os outros contribuam para que os momentos de felicidade da sua vida ocorram, quem tem que lutar por isso é você mesmo.
Sabe quando você está recomeçando, se reconstruindo aos poucos por dentro? Então, é nessa hora que sempre vai aparecer alguém, com tantas alternativas, você decide ficar e abrir mais uma vez a porta do seu coração, você tinha toda liberdade de continuar sua caminhada sem um outro alguém, mas você se enxerga como incapaz disso e decide se entregar por completo. Você nunca sabe se aquela pessoa é a certa pra você, se o sentimento será recíproco, se realmente valerá a pena, mas ele te convence de que irá cicatrizar toda a dor contida no seu peito, então você sorrir e confia em cada palavra que ela diz, esquece das promessas de que não iria se apaixonar tão cedo novamente e que iria confiar cada vez menos nas pessoas. Você confia mais uma vez, se envolve aos poucos, ao ponto de esquecer o quanto você é importante pra si mesmo, tornando aquela pessoa o centro do seu coração e o núcleo dele. Não é destino, são suas escolhas, não trate como destino, as escolhas que você mesmo fez. Embora ninguém escolhe se apaixonar, tornar o motivo do sorriso de alguém ou necessitar de um sorriso para estar sorrindo, simplesmente acontece. Você escolheu arriscar, se envolver mesmo sem querer, esquecendo de viver apenas para si mesmo e vivendo por outro alguém. Não adianta fingir da realidade que nos cerca, você sempre irá se apaixonar, de novo, de novo e de novo, querendo ou não, pois paixão temos muitas, mas quando o verdadeiro amor chegar será um só, e diferente de paixão, onde muitos chegam e se vão, amor chega para permanecer até o nosso último suspiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário