sábado, 23 de julho de 2016

Ser cidadão, ser pessoa.

A cidadania é o exercício dos direitos e deveres de cada cidadão. A ética baseia-se na responsabilidade das ações realizadas, sendo elas de valor moral ou imoral.
 Segundo o filósofo Aristóteles, o homem é um animal social e político, ou seja, vive em uma determinada população, incluso em um grupo social e possui uma finalidade ou objetivo como uma missão de vida. Pode-se visualizar uma constante acepção de pessoas dentro das comunidades, onde os indivíduos  enraizados nos diferentes tipos de grupos, nem sempre agem de maneira politicamente correta com os demais, além do mais, não priorizam o bem comum coletivo, mas sim o bem individual.
 Sabe-se que uma população é constituída de partes e o Estado é visto como o todo, as partes são os cidadãos e o Governo é quem domina a responsabilidade de promover a justiça e o bem comum coletivo, superior ao bem comum individualista . Todavia, as pessoas ao qual habitam na sociedade não são prontas para realizar escolhas que sejam aptas como o exercício da cidadania, pois visam viver apenas refletindo no bem comum individual e na recompensa do dever e não pelo cumprimento do dever pelo dever, sem que haja proveito ou vaidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário