quinta-feira, 6 de outubro de 2016

A depressão e os outros ...


Todo mundo um dia já se sentiu só. Tudo bem. Não, isso deve ser momentâneo, daqui a pouco passa. Os dias passam, acho que realmente estou só. É, tudo acontece na vida dos outros, mas na minha não. Ah, é quem eu amo que vai embora, alguns da minha vida, outros a morte leva, é a mensagem que eu esperava receber que não chega, é a resposta que machuca, é os pais que desacreditam, os pais que somem, que duvidam, são os parentes e colegas que te querem bem, mas nunca melhor que eles. As suas notas que eram altas, começam a despencar, entram em uma grande concentração de decadência, suas notas vão a falência, você, seu coração. Mas você é dedicado, se esforça, perde noite estudando. É, você precisa passar em um vestibular, a sociedade te obriga, às vezes não é o que você quer, mas o que os outros querem pra você. Talvez você seja um aluno que sempre sonhou em ingressar uma universidade, mas seu ensino, ah não foi uma dos melhores.
Você diz que está ótimo : (a), mas no fundo seu coração está despedaçado e olhando para qualquer direção você não encontra uma saída para os seus problemas. Tenta se afastar, corre, eles se aproximam, correm atrás de você, trazem lágrimas, ódio e sensação de desespero. Você tem depressão, mas você sorri, talvez você vá ao colégio, frequente um bom lugar. Talvez você diga estar bem todos os dias, seja o que mais sorrir e dar as melhores gargalhadas. Mas você existe, não vive mais. Cada dia a mais é um dia a menos, percebe que agradecer é necessário, mas vê que ás vezes faltam motivos para que isso ocorra. Você é novo : (a), tinha sonhos, planos, mas você é ansioso : (a), é daquele tipo de pessoa que morre antes de levar um tiro, ou aquela que deseja receber um tiro para perder a vida. Sim, você percebeu que não faz sentido fingir estar bem, ninguém se importa com o que você sente, você se olha no espelho e o cabelo está horrível, se está magra, chora, se engordou demais, também chora. Você sofre bullying, mas chora sozinho. 
Ah, eu quero emagrecer, quero engordar, olha o meu cabelo, ninguém que chega na minha vida permanece. Sim, estou cansado : (a). Pra que eu nasci? É, sim, eu quero saber por quê? Por quê ? Eu não escolhi, não pedi para chegar a esse mundo que só me fere, me faz chorar, me traz desespero e me faz acordar com a vontade de de morrer, de tirar minha própria vida. Estou aqui, eu não durmo bem, não acordo feliz, acordo de mal humor. Logo eu, que sempre fui nervosa, agora eu mal durmo, tenho os nervos a flor da pele, eu choro de madrugada, na rua, no chuveiro, no quarto, eu vou a cozinha, pego faca, penso se vou fazer falta se Deus me levar, ou melhor, se eu tirar minha própria vida. Eu questiono a mim mesma, a depressão traz dúvidas. Você não sabe porque existe, não sabe o que a vida tem para lhe oferecer, seus sonhos, ah, eles estão indo por água abaixo, algo te faz enxergar como incapaz, a felicidade se foi e você acha que a morte é a solução, mas se nem a vida é, quanto dirá a morte meu caro. Eu também queria morrer, ir embora do mundo, ou melhor, ainda quero, mas ela nunca vem pra quem a quer, ela nunca chega pra quem a pede, é, pois é, eu peço tanto, imploro tanto e no fundo só encontro problemas, entrei em um poço escuro, em um lago de dor, onde as lágrimas caem em gotas de sangue, agora choro todas as lágrimas de sangue que minha mãe dizia quando eu era pequena : "pode chorar lágrimas de sangue eu não vou me importar". Estou chorando lágrimas de sangue, ninguém vê, ninguém entende, ninguém se importa. Bato a perna o tempo todo, fico roendo unha, mexo no cabelo, vou e volto no passado, lembro dos meus melhores e piores erros, dos perdões que deixem de dizer, do te amo que deixei de falar, do eu também que evitei pronunciar, invento um futuro que chega a dar uma dor de cabeça infernal, eu não tenho sono, quero dormir em paz, acordo cedo ou não? Já nem me lembro mais, estou esquecendo tudo, você está esquecendo aos poucos, o que mais tem que lembrar, o trabalho do colégio, a xerox da faculdade, o horário do emprego, a conta sem pagar. Pois é, só não se esquece dessa dor que é invisível e só é sentida para quem convive, a depressão.

Imagem de :http://imgbook.blogspot.com.br/2012/03/alone-boy-hd-wallpapers-love.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário