sábado, 10 de dezembro de 2016

Era um simples tchau, agora é um adeus.

Quem dera todo tchau fosse apenas um até logo. Dei tchau para ele pensando que iria encontrá-lo em outro dia, momento, esquina, restaurante ou sei lá, só esperava ver aquele sorriso que eu sonhava para a minha vida. O tempo passou, o sentimento cresceu, mas no final percebi que algumas chegadas já vem com aquela pitada dolorosa de partida, foi assim que senti quando ele sorriu pela primeira vez, senti que eu iria sorrir por muitos dias ao lado dele, mas que todos aqueles sorrisos não seriam para sempre, nem o meu, nem o dele, que ele iria partir. Ah, como, quando, ainda não sabia exatamente, mas eu tinha certeza de que ele iria partir e consigo iria carregar grande parte dos meus sonhos. Sonhar sozinha é simples, difícil mesmo é jogar quem a gente gosta na listinha dos nossos sonhos e lutar para que cada um deles se realizem. É simples abraçar quando alguém chega, difícil mesmo engolir em seco quando aquela pessoa decide partir, ou melhor, parte mesmo sem querer, porém, simplesmente parte e deixa um machucado, uma ferida que só o tempo poderá cicatrizar, mas sempre que você olhar irá lembrar : "algo me feriu, alguém me machucou". Os dias se tornaram vazios não é mesmo? Pior ainda é que ninguém entende o que você sente. Ele partiu sem ao menos deixar explicações, sem ao menos importar com você, se teria forças ou não para seguir em frente. O tempo passou, você continua aí, olhando as fotos, as mensagens que não conseguiu apagar, que trazem uma sensação indescritível, uma vontade de sorrir e chorar ao mesmo tempo, sorrir, após recordar todos os momentos juntos ao fechar os olhos, chorar, por ter a real certeza de que alguns momentos se vão, pessoas também e muitos deles não voltam. Sei que o que restou é saudade, eu também sinto falta, de algo, talvez de alguém, algumas despedidas nos ferem, mas outras nos destroem. Vocês construíram a melhor história, história de amor que inveja qualquer final feliz de todos os contos de fadas existentes, mas os espinhos do caminho foram o suficiente para acabar com a beleza de todas as flores que plantaram juntos, a história acabou, era um simples tchau, mas agora é para sempre, um adeus. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário